Calmante caseiro forte. Saiba quais são e como usar!

149
Calmante caseiro forte
Calmante caseiro forte

Você precisa de um calmante caseiro forte mas não sabe qual deve utilizar ou mesmo qual que realmente é forte?

Não se preocupe que vamos te ajudar nessa tarefa.

Portanto nem sempre um calmante caseiro forte significa que ele tem gosto ruim ou amargo. É possível, inclusive, que você já tenha utilizado alguns deles sem ao menos saber.

O calmante caseiro mais conhecido é, sem dúvidas, o chá.

Existem muitos tipos de chás calmantes.

Os mais ‘fracos’ que são tomados diariamente pelas pessoas, mesmo que o efeito calmante não seja o benefício que se queira alcançar.

Já os chás fortes que inclusive podem fazer mal para a saúde quando ingeridos errados ou por muito tempo.

 

Dicas de calmante caseiro forte

Como cada tipo de calmante serve para algum problema específico, como ansiedade, nervosismo, insônia, entre tantos outros problemas (como até mesmo a depressão) é natural que exista mais de um calmante considerado ‘forte’.

Por esse motivo listaremos aqui alguns desses chás que são considerados calmante caseiro forte. Confira:

  1. Passiflora;
  2. Valeriana;
  3. Kava-Kava;
  4. Raiz de ouro;
  5. Papoula.

 

Abaixo falaremos sobre cada um desses tópicos.

 

1. Passiflora

A Passiflora está em primeiro nessa lista de calmante caseiro forte pois ela é a mais comum em ser utilizada pelas pessoas e também podemos considerar ela a mais ‘fraca’ da lista.

Passiflora é o nome da flor do maracujá. Por ser a flor ela tem um efeito bem mais forte que o maracujá em si.

Ela serve para tratar problemas de insônia, nervosismo, irritabilidade e ansiedade, ou seja, ela serve basicamente para tudo.

Por ser um chá que serve para a insônia, não é recomendado o seu uso durante o período em que você precisa estar alerta e bem-disposto para trabalhar e fazer demais atividades necessárias.

Também não é recomendado o seu uso caso você precise dirigir ou realizar outra tarefa que requer atenção.

Por esse motivo, é recomendado o uso desse chá apenas antes de ir dormir.

Tome o chá 30 minutos antes de ir para cama, principalmente se o motivo para ingeri-lo seja a insônia.

Se esse for o caso também recomendamos um banho antes de deitar e evitar utilizar smartphones, tablets e outros aparelhos eletrônicos nesse horário.

A luz emitida por eles são responsáveis pela diminuição do sono nas pessoas.

A Passiflora também é indicada para problemas estomacais, como azias e gastrites.

 

2. Valeriana

O chá de Valeriana é muito bom e forte para problemas ligados a ansiedade e também distúrbios do sono como insônia e noites mal dormidas.

Sabemos que uma boa noite de sono pode ser um excelente remédio e as vezes seu problema nem é pegar no sono e sim acordar várias vezes durante a noite.

Uma noite mal dormida em muitos casos dá a sensação de que a pessoa nem dormiu. Uma sensação de estar mais cansado do que na hora que foi deitar.

A Valeriana trabalha no cérebro auxiliando na atividade cerebral e diminuindo os níveis de ansiedade.

Assim como a Passiflora ela também traz sonolência, então utilize ela da mesma forma descrita no item acima.

A Valeriana não deve ser utilizada de forma contínua e nem em níveis mais elevados do que o recomendado para evitar os efeitos colaterais que ela pode apresentar.

Entre esses efeitos podemos citar:

  • Tonturas;
  • Vômitos;
  • “Ataques’ de raiva;
  • Desorientação.

Em casos mais graves a pessoa pode enfrentar ilusões auditivas e visuais (escutar e ver coisas que não estão ali) assim como delírios e reações na pele, como manchas e coceiras.

Para evitar isso e também possível abstinência o ideal é não utilizar a Valeriana por mais do que 7 dias consecutivos.

Altere entre 7 dias utilizando Valeriana e 7 dias utilizando outro tipo de calmante natural mais fraco.

 

3. Kava-Kava

Kava-Kava, também conhecida como Kawa-Kawa é um potente ansiolítico natural.

Ela é ideal para ansiedade e também nervosismo. Sua utilização também traz melhora para a qualidade do sono.

Ao contrário da Valeriana a Kava-Kava não traz problemas ligados a dependência, logo ela não causa abstinência.

Porém ela também precisa ser utilizada em ciclos assim como a Valeriana.

Se utilizada a longo prazo ela provavelmente causara danos no fígado do usuário.

Por esse motivo, pessoas que já enfrentam problemas no fígado não devem fazer uso desse chá.

As demais devem se manter em ciclos de 7 dias.

Caso enfrentem algum problema adverso durante o ciclo, o uso no entanto, deve ser interrompido imediatamente. Se o problema persistir um médico deverá ser consultado.

Portanto essa orientação na verdade vale para todos os chás dessa lista.

 

4. Raiz de ouro

Talvez você conheça esse calmante natural forte pelo seu outro nome, Rhodiola Rosea.

Ela é indicado para basicamente tudo:

  • Ansiedade;
  • Nervosismo;
  • Estresse;
  • Fadiga mental;
  • Depressão.

Para homens ela também pode auxiliar em problemas como ejaculação precoce ou mesmo impotência sexual.

Embora ela também auxilie em problemas de insônia ela não é indicada para se tomar antes de dormir pois ela tem efeito de ‘euforia’ após o consumo.

A utilização continuada desse chá no entanto também pode causar irritabilidade, insônia e até mesmo, casos de agressividade.

Dessa forma esse chá também deve ser utilizado em ciclos.

Não é recomendado o seu uso para gestantes, lactantes, idosos e crianças.

Na verdade, por serem calmantes naturais considerados fortes, nenhum chá dessa lista deve ser utilizado nos casos citados acima.

 

5. Papoula

O chá de Papoula deve ser utilizado com moderação pois é da Papoula que se obtêm o ópio.

Para se ter uma ideia, remédios a base de ópio não podem ser vendidos sem prescrição médica e em alguns países contudo sua venda é proibida.

Ela é utilizada para casos mais graves de ansiedade, nervosismo e insônia.

Seu uso deve ser feito em ciclos também por sua característica ‘viciante’ que pode trazer abstinência e na maioria dos casos, dependência química devida ao ópio.

Não deve ser utilizado em hipótese alguma por crianças e também por dependentes químicos.

 

Considerações finais

No entanto, o calmante caseiro forte é excelente para variados tipos de problemas (cada um traz um benefício especifico), porém podem ocasionar em problemas sérios para saúde quando administrados de forma incorreta.

Por esse motivo deve-se ter cautela em sua utilização e preferencialmente utilizar calmantes naturais mais ‘leves’ quando possível.

 

Portanto se você gostou das dicas? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here