porção de comprimidos
Quando é a hora de tomar comprimidos?

Quando se trata de nossa saúde mental, é natural querer melhorar logo. É por isso que a maioria das pessoas busca calmantes naturais comprimidos, chás e mudanças de comportamento costumam ser os mais buscados. Mas, o que será que funciona melhor?

Antes de qualquer coisa, é preciso ter em mente que a calmaria pode não depender de apenas uma solução. Nossos pensamentos são plurais e tendem a precisar de diferentes estímulos para serem canalizados de forma correta.

Levando isso em consideração, resolvemos falar sobre cada uma das três opções, confira!

Calmantes naturais: comprimidos

Existem medicamentos em comprimidos e pílulas que agem diretamente na região cerebral relacionada ao humor. Entretanto, se tratam de opções sintéticas, com foco em alguma doenças específica. E não é sobre isso que vamos falar hoje. Qualquer medicamento precisa ser indicado pelo seu médico especialista.

Agora, os comprimidos calmantes naturais são preparados a partir de substâncias vindas da natureza. Existem produtos prontos e manipulados, por exemplo. E são preparados à base de componentes como:

  • passiflora;
  • camomila;
  • melissa;
  • hortelão;
  • valeriana.

Essas ervas naturais são preparadas pela indústria fitoterápica para que o organismo receba uma quantidade adequada de acordo com a necessidade. Geralmente, são mais indicadas como tratamento a longo prazo, não apenas durante crises.

Mais práticas, formam um diferencial importante para quem precisa estabilizar o humor e diminuir o estresse sem recorrer a medicamentos mais fortes. Em geral, funcionam melhor com ajuda de terapia comportamental.

Calmantes naturais: chás

Quais são os benefícios do chá de camomila?
A camomila é um dos calmantes naturais mais populares

A utilização de chás não é muito diferente. O que acontece é que enquanto os fitoterápicos já estão prontos, os chás são preparados de acordo com o momento da crise.

Claro que é possível deixar um chá pronto para todas as manhãs. Entretanto, dependendo de seu preparo, muitos nutrientes se perdem. A temperatura da água, por exemplo, não pode passar de 70º para alguns tipos de ervas. Portanto, pode ser menos eficaz a longo prazo do que pílulas.

Entretanto, vale dizer que todo o preparo do chá é cientificamente apontado como aliado para acalmar. Não se trata apenas das substâncias, mas da sensação da xícara quentinha, além do vapor que levanta enquanto você bebe. O mais importante, porém, é que se trata de um momento de parada.

Quem prepara um chá para se acalmar retira alguns minutos do dia para se cuidar. Em meio a uma rotina atribulada, com muito estresse, essa pausa tem o potencial de ser mais relevante do que um tratamento que inclui apenas tomar um comprimido pela manhã.

Calmantes naturais: mudanças no comportamento

Para casos de estresse e dificuldade no humor mais duradouras, a busca por novos comportamentos mais saudáveis é essencial. E isso inclui:

Ou seja, o conceito aqui é mais amplo do que consumir ervas que ajudam a acalmar. O objetivo de procurar mudanças no comportamento é reduzir a incidência de crises. E permitir que a pessoa esteja mais preparadas para situações desafiadoras. D

Dessa forma, acaba funcionando como um complemento das demais opções acima.

Mas, qual é o melhor calmante natural: comprimidos, chás ou mudanças?

Qual é o melhor remédio para acalmar os nervos?
A meditação ajuda a acalmar e mudar comportamentos nocivos

Depois de ler tudo acima, você consegue ter uma resposta clara?

Pois bem, ainda que os três tenham uma ação importante, só funcionam nos casos mais intensos se estiverem juntos.

Imagine, por exemplo, alguém com muita ansiedade e que tem medo de confrontos, por exemplo. Veja como cada um dos elementos poderia ajudar:

  1. fitoterápicos: no controle do humor antes da possibilidade de um confronto. Ajudaria a pessoa a não entrar em pânico apenas com a ideia de ter que discutir — não necessariamente brigar — com alguém;
  2. chás: dar mais segurança e tranquilidade para a conversa em si. O chá poderia até mesmos ser utilizado no momento da discussão. Sentir o calor da xícara nas mãos contribuiria para a percepção de confiança;
  3. mudanças: seja por meio da terapia ou da meditação, a mudança de comportamento ajudaria a saber lidar melhor com a situação em si. Seria um meio de saber como conversar e se portar sem entrar na defensiva automaticamente.

Como você pode perceber, o combo entre as possibilidade soa mais eficiente do que apenas uma. Isso, vale dizer, pensando em situações que exigem um cuidado a longo prazo. Já para quem busca um alívio temporário, talvez só chá ajudasse. Ou um momento de meditação.

Quando buscar a ajuda de um calmante natural?

Essa é uma questão tão importante quando a dúvida sobre o que funciona mais efetivamente. Embora a maioria das pessoas tenha noção de que está mais ou menos nervosa a cada dia, a ansiedade e o estresse nem sempre são tão visíveis.

Por isso, é importante ficar atento a:

  • constantes reações explosivas;
  • mau humor diário;
  • dificuldades no sono;
  • desânimo para qualquer atividade;
  • perda de interesse sexual;
  • sensação e coração disparado;
  • cansaço extremo e constante;
  • irritabilidade;
  • desinteresse pelo que gostava antes;
  • ganho de peso;
  • falta de ou muita fome;
  • sentimento de tristeza, isolamento ou solidão;
  • dores musculares sem justificativa clara;
  • dificuldade de concentração.

Embora possam parecer sintomas causados por motivos variados, juntos, esses sinais indicam que o estresse se tornou um problema para sua qualidade de vida. Se for a primeira vez que está vivendo algo assim, é importante reduzir o ritmo e adotar um calmante natural. Comprimidos, chás e terapia serão suficientes para que você tenha uma boa melhora.

No entanto, se essa for uma situação frequente, com várias ocorrências ao longo da sua vida, é importante buscar uma ajuda especializada. É possível que seu médico indique um dos tópicos desse artigo, entretanto, é importante descartar que não se trate de outras doenças, como depressão, por exemplo.

mente saudável
É preciso cuidar da saúde mental assim como da física

Para encerrar, é preciso reforçar que a saúde mental merece a mesma atenção do que a saúde física. De nada adianta ter um organismo funcionando 100% se sua mente não permite que você acompanhe esse bem estar.

Você já teve dúvidas sobre qual é o melhor aliado para acalmar as situações de estresse?  O que costuma usar que dá mais resultado? Deixe um comentário falando sobre sua experiência, teremos o maior prazer em ler e responder sobre calmantes naturais comprimidos!

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here