cachorro triste
Cachorros podem demonstrar outros sintomas de estresse

O ano está voando e daqui a pouco já estamos novamente no reveillon. E se você tem um animal de estimação, sabe o que isso significa: puro terror. Para evitar que isso aconteça, é preciso começar a pensar no melhor calmante para cachorros desde já.

Na verdade, é importante ficar atento o ano inteiro justamente porque os barulhos podem surgir de onde menos se espera. Às vezes é um jogo de futebol cheio de fogos, ou mesmo uma festa comemorativa de igreja. A questão é que os foguetes, principalmente, ainda estão longe de acabar.

Como as cidades ainda estão aprendendo a indicar o uso de fogos silenciosos, fique atento sobre qual o melhor jeito de acalmar seus bichinhos!

Quais são os sintomas dos cachorros que ficam agitados com barulho

Quem nunca ficou angustiado vendo o cachorrinho tentando se esconder por causa do barulho? É horrível não saber como ajudar. O pior, porém, é que às vezes a reação a esse susto pode durar além dessa crise.

Veja quais outros sinais seu cãozinho pode demonstrar:

  • agressividade;
  • medo de socialização, ficando escondido em sua casinha;
  • saliva em excesso;
  • latino constante;
  • vômito;
  • inquietude;
  • fezes e urina fora do local onde estão acostumados;
  • tremores;
  • hiperestimulação;
  • carência e busca por atenção;
  • tentativa de fuga.

Apesar de menos comuns, esses podem ser efeitos tardios da exposição ao barulho. Portanto, é sempre importante tentar prevenir que esse susto aconteça. É quando os calmantes para cachorro podem ser mais eficientes. Durante as crises de medo, nem sempre dá tempo de ter uma resposta a tempo. Por isso, quanto antes você se esforçar para prevenir, melhor.

Qual é o melhor calmante para cachorros

cachorro dormindo
Deixar o cachorro em um local com cheiro do dono ajuda a acalmar

Se você tem tempo para se dedicar a preparar seu pet, não hesite em buscar alternativas que diminuam seu estresse perante o barulho.

Para definir o melhor calmante para cachorros, é preciso levar em consideração suas características e sua disponibilidade. Se puder iniciar um tratamento a longo prazo, é possível, por exemplo, expôr o cãozinho a novos sons gradativamente. Deixar a tevê ou o celular ligados com sons de foguetes, em volume baixo, ajuda o bichinho a se acostumar.

Outros calmantes que funcionam são:

Óleos essenciais

se você sabe que a vizinhança vai fazer barulho ou está vendo que uma tempestade está próxima, passe um óleo essencial de camomila no pescoço do seu animal de estimação. Também pode incluir uma gotinha nas roupas que está utilizando. Essa essência terá um efeito reconfortante e preventivo;

Amarração em 8

Por alguma razão, os cachorros se sentem mais seguros quando há algo em contato com certas partes de seu corpo. Por isso, a amarração em 8, com um tecido firme e macio, pode fazer com que se sinta menos inseguro e assustado apesar do barulho;

Ervas com ação calmante

Pingar algumas gotas de valeriana na comida do animal diminui a ansiedade. Também é possível preparar um chá de camomila ou erva doce e colocar no vasilhame de água. Contudo, há a possibilidade de estranhar o sabor e não querer tomar;

Massagem

Movimentos circulares por todo o corpo do pet ajudam a diminuir a tensão. Pode ser uma opção interessante para os momentos de crise. Faça movimentos firmes, mas que também demonstrem afeto.

Avalie cuidadosamente a resposta do seu cachorro para determinar o que vale mais a pena tentar a longo prazo.

Que tipo de atitude você nunca deve tomar se busca o melhor calmante para cachorros

A audição do seu cãozinho é 4 vezes mais apurada do que a sua. Logo, é natural que tenha uma reação exacerbada a estímulos que envolvam barulho. E a sua função é respeitar e tentar evitar essas crises. Não dá para esperar que ele reaja como você gostaria.

Ou seja, mesmo que o susto gere muito latido, comportamento errático ou mesmo agressividade, evite brigar com o cachorro. Gritar e tentar repreendê-lo não será eficiente e ainda pode piorar a situação.

Outra coisa a ser evitada é fechar o cachorro em um local desconhecido. Se você quer, por algum motivo, deixá-lo protegido, escolha lugares em que o pet já circula.

Evite ainda que seus cachorros tenham que dividir o mesmo espaço quando estiverem em situação de alto estresse. O senso de sobrevivência tem poder de torná-los mais ansiosos, criando uma disputa territorial. Prefira, portanto, deixá-los separados. Se não houver como, fique atento a qualquer atitude incomum.

Como agir para aumentar a sensação de segurança

cachorro junto ao dono
Aumentar a sensação de segurança do cachorro é fundamental

Fogos de artifício, raios, batidas de construção, tudo faz com que o cachorro entre em modo de alerta. Ou, ainda pior, em uma situação de estresse e medo. Cabe ao seu tutor, sem dúvida, saber como passar o máximo de segurança para o pet nesses momentos.

Se você tive que sair de casa, por exemplo, um jeito simples de ajudar no bem estar é deixar uma peça de roupa com seu cheiro. O dono é a referência do pet no quesito confiança e certeza de que está tudo bem.

Da mesma forma, o que você pode fazer é colocar algum objeto ou acessório seu na casinha do cachorro, com algumas gotas de essência calmante. Será, dessa forma, um porto-seguro ao qual o animalzinho poderá recorrer nos momentos de mais tensão.

Atividade física também atua como melhor calmante para cachorros inquietos

Para diminui a ansiedade e aumentar a sensação de bem estar, a atividade física está no topo da lista. Em vez de deixar o cachorro fechado o dia todo, com muita energia acumulada, ajude-o a gastar esse potencial. Sair para correr pode ajudar a exacerbar o estresse. Será também uma oportunidade de ouvir novos sons e ficar menos assustado com estímulos com os quais não está acostumado.

Para encerrar, vale reforçar que, mesmo com todo esforço, a reação de um pet nunca será como a de um ser humano. Mesmo por meio de terapias e mudanças de comportamento, um cachorro sempre terá seu instinto de sobrevivência. Logo, é importante não tentar boicotar essas reações sem compreender sua origem. O melhor calmante natural para cachorros é a compreensão do tutor em relação às suas reações.

Você tem um cãozinho? Já presenciou alguma crise desencadeada por barulho? Como costuma lidar com os momentos de estresse canino? Deixe também a sua dica de melhor calmante para pets!

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here